IMG_6365Quero ser um compositor…

                      Só para vocês terem uma ideia de como não podemos desistir na primeira decepção, vou relatar bem rápido uma historinha que ocorreu comigo.

                       Com composições minhas e de amigos músicos, gravei meu primeiro CD e, com ele na mão, fui às rádios. Marinheiro de primeira viagem, nem sabia o que significava “jabá”. Resultado? Zero. Não desisti e saí à luta para vender minha obra. Deixei uma caixinha com quinze unidades num movimentado posto de gasolina de beira de estrada. O dono foi muito cortês e me disse: “A negociação é simples, deixe todos no expositor e na próxima viagem é só pegar o dinheiro”. Passados seis meses, retornei e vi que não havia nem um CD no expositor. Fui até o caixa, o mesmo senhor simpático que me atendeu na primeira vez, e perguntei: “O senhor se lembra? Sou o compositor que deixou uma caixa de CD’s no expositor!” “Ah, sim”, respondeu ele; “um momento!” O homem foi até um quartinho e me devolveu a caixinha com todos os CDs. Assustado, perguntei: “Não vendeu nada?” “Funciona assim: passados seis meses, se não vendeu nem um, nós recolhemos.” Chateado, de cabeça baixa, fui até o carro e pensei: “Não vou desistir…”. Hoje tenho seis CDs gravados, sete livros-solos, onze coletâneas de poesias e crônicas e sou dono de uma revista e de uma megastore.

Vamos lá: começando do zero.

                     Lembre-se que a música é a arte de combinar sons. Ela abre os olhos para emoções, alimenta a alma e cria sensações deliciosas para os ouvidos. Primeiro passo: quem gosta de compor precisa entrar numa escola de música. Basta uma vez por semana. Cá entre nós, é uma verdadeira terapia! E fica muito barato: o custo hoje gira em torno de R$ 90,00 a R$ 150,00 por mês. Seis meses depois, você já está pronto!

                    Sugiro começar com o violão, instrumento predileto do brasileiro. Pode ser um básico, com valor de mercado de R$ 320,00 a R$ 550,00. Nada impede de começar com outros instrumentos, analise sua preferência. O professor é o “cara” que vai te ensinar ritmos, campo harmônico, melodia e arranjos. Também vai mostrar-lhe o valor da disciplina e do aprimoramento cultural… São esses os atalhos…

Boa sorte!

Clik aqui veja os instrumentos…

 

Deixe uma resposta